Siga nas redes

Olá, o que você está procurando?

#BRONCA NEWS

Vídeo: Técnicos de enfermagem protestam em frente ao Hospital Jayme cobrando o piso salarial

Os técnicos de enfermagem do Hospital Jayme cobram o piso salarial definido por lei, que segundo eles, ainda não foi pago


  • Google News

  • Google News

Protesto de técnicos de Enfermagem em frente ao Hospital Jayme

Na última quarta-feira (24), profissionais e técnicos de enfermagem se reuniram em frente ao Hospital Jayme dos Santos Neves, no município de Serra, para protestar contra a falta de pagamento do piso salarial. Os profissionais alegam que o hospital ainda não cumpre com o valor do piso e que também não dá uma previsão para esses pagamentos.

Técnicos de enfermagem do Hospital Jayme cobram piso salarial

A reportagem do Serra Noticiário conversou com Nivia Carla, representante dos técnicos de enfermagem do Hospital Jayme dos Santos Neves. Segundo ela, o hospital conta com cerca de 2000 técnicos atualmente. Nivia conta que, para um funcionário que cumpre 180h mensais, o piso exige pagamentos na faixa de R$ 2700. No entanto, os funcionários estão recebendo o valor antigo, na faixa de R$ 1700.

Ela ainda conta que esse piso é uma definição por lei, e os hospitais são obrigados a cumprir essa determinação. A reportagem questionou qual foi a resposta do Hospital e da Secretaria de Saúde após os protestos da última quarta-feira. Nivia conta que o Hospital Jayme alega que não recebeu os repasses da Secretaria de Saúde (SESA) para o pagamento dos salários atualizados. Já a SESA, afirma que repassou a verba completa ao hospital, criando esse impasse sem solução.

Hospital Jayme e SESA discutem a responsabilidade pelo caso

Segundo Nivia Carla, os técnicos de enfermagem estão dispostos a entrarem em greve caso não recebam o piso salarial. Ainda nesta sexta-feira, a representante conta que irá ocorrer uma reunião com o sindicato para solucionar esse caso.

“Eu gostaria que a direção do Hospital Jaime, eles tivessem mais respeito pelos funcionários, pelos técnicos de enfermagem. Porque a satisfação que eles dão à conversa é sempre a mesma. Que não é eles que fazem a planilha do pagamento, que o retroativo que eles deram, né, no meio do ano, que alguns técnicos receberam, outros não. Que não foi eles que fizeram a planilha e alguns funcionários não receberam e que eles não têm nada a ver com isso.”

Nivia Carla, representante dos técnicos de enfermagem do Hospital Jayme

Ainda em conversa com a nossa reportagem, a representante afirmou que esse problema deve ser de responsabilidade da gestão do Hospital Jayme. Uma vez que, cabe ao hospital se certificar do registro e repasse dos valores corretos aos funcionários.

Então, eles não têm que dar essa resposta. Eles têm que, se é uma empresa, uma instituição que é responsável pelo seu pagamento porque você é funcionário lá, eles que têm que correr atrás e saber por que não foi pago ou quando que é pago. A resposta deles foram assim. A gente não sabe quando que vai ser feito o repasse […] Nós continuamos sem receber o piso salarial lá. E a resposta deles é o quê? Estamos aguardando a SESA dar o repasse do dinheiro. E a SESA fala que já foi repassado e que está em dia para o repasse do dinheiro do piso. Então, eles não têm que falar assim para você esperar. Que os funcionários técnicos de enfermagem têm que esperar. Eles têm que começar a falar assim. A partir de tal dia, vocês vão começar a receber o piso integral.

Nivia Carla

Técnicos de enfermagem receberam punições pelos protestos

Por fim, Nivia conta que na última quarta-feira, os técnicos que estavam de plantão e participaram do protesto, que segundo ela durou um pouco mais de uma hora, tiveram um desconto de 200 reais no ticket. Assim, os supervisores alegaram que esses funcionários chegaram atrasados e não bateram o ponto. Dessa forma, a representante alega que isso é uma forma de coagir esses técnicos a não aderirem aos protestos.

Reportagem tentou contato com a SESA

Sendo assim, ainda na quinta-feira (25), a reportagem entrou em contato com a Secretaria de Saúde do ES para questionar o motivo desse não pagamento no Hospital Jayme. Além disso, questionamos se havia previsão para normalizar esses pagamentos.

Em nota, a SESA respondeu que:


A Secretaria de Saúde (Sesa) informa que informa que está em dia com os repasses de recursos estaduais para o hospital, administrado pela Associação Evangélica Beneficente Espírito Santense (Aebes). Esclarece que o pagamento aos trabalhadores das Organizações Sociais serão feitos a partir verba federal, conforme decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).
De acordo com a Aebes, o pagamento do piso salarial da enfermagem, referente aos meses de maio a agosto de 2023, com os recursos recebidos da União, já foi realizado, e a instituição aguarda novo repasse financeiro do Governo Federal para efetivar o pagamento dos demais meses. A direção do Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves informa que o atendimento hospitalar segue normalmente, sem intercorrências. A instituição tem mantido diálogo com a categoria, disponibilizando canais para esclarecimentos de dúvidas e orientações gerais.

Vídeo YouTube SN:

+NEWS

#BRONCA NEWS

Segundo relatos, uma moradora em situação rua que esperava por atendimento chegou a desmaiar na sala de espera da UPA

#BRONCA NEWS

O deputado recebeu denúncias de pacientes sobre intenso calor nos leitos, atribuído a uma falha no sistema de ar-condicionado do hospital

#BRONCA NEWS

Após pacientes relatarem superlotação nas UPAs de Carapina e Castelândia, foi a vez de Serra-sede ser alvo de reclamações

#BRONCA NEWS

Assim como ocorreu em Carapina, na mesma data, pacientes passaram mais de 5h na fila de espera por atendimento na UPA de Castelândia

#BRONCA NEWS

Mesmo após encerrar o atendimento pediátrico, a UPA de Carapina continua lidando com problemas de superlotação

#BRONCA NEWS

Os pais da criança precisaram pedir a ajuda do deputado Pablo Muribeca para conseguirem a ambulância para a criança na Serra

#DESTAQUE

Após a inauguração do pronto atendimento pediátrico no Materno Infantil, a UPA de Carapina terá atendimento exclusivo para pacientes adultos

#DESTAQUE

A Prefeitura da Serra espera reduzir a superlotação das UPAs ao concentrar uma estrutura só para atendimento pediátrico no Materno Infantil

#BRONCA NEWS

As apresentações do cantor Thierry e do grupo Olodum somadas custaram cerca de R$ 450 mil aos cofres públicos

#BRONCA NEWS

Desde agosto de 2023, diversos candidatos continuam lutando para receber seu dinheiro de volta e esbarram na falta de respostas da prefeitura

#TRETA NEWS

As imagens gravadas pelos próprios agressores mostram as vítimas sendo levadas para um local afastado, depois sendo espancadas

#DROP NEWS

O Serra Noticiário recebeu imagens mostrando as consequências da paralisação da coleta de lixo em Laranjeiras

Não copie, compartilhe o link